Festival de cinema do Rio 2009


Meus amigos, para quem curte cinema e gosta de um bom festival, vai rolar aqui na cidade maravilhosa até o dia 08 de outubro “O Festival de Cinema do RJ”. Neste ano, o festival contará com um total de 28 mostras.

Pelo que andei lendo, além da grande variedade de filmes, teremos também uma boa quantidade de documentários. Uma das mostras intitulada “Meio ambiente” apresenta uma série de documentários que falam sobre a importância de preservarmos nosso ambiente. A maioria das histórias se passa na África e conta às conseqüências que teremos em longo prazo do mau uso de nosso planeta. Um dos títulos que me chamou a atenção e que eu gostaria de assistir se chama “Nossos filhos nos acusarão”. Ele fala sobre o aumento da incidência de câncer em crianças resultado da poluição e da má alimentação. Parece bom.

Como a França está sendo homenageada pelo festival, chamo a atenção de vocês para a mostra “Jeanne Moreau – a grande dama do cinema”. Para quem não conhece é uma das grandes atrizes do cinema francês dos anos 50 e 60. Foi à protagonista do clássico “Os amantes” de Louis Malle (um excelente diretor). Ótimo filme, gosto muito da história. Destacou-se também em “Uma mulher para dois” de Truffaut (outro excelente diretor). É uma extraordinária atriz e construiu uma carreira de enorme sucesso. Inclusive, será uma das convidadas de honra da mostra.

Junto a ela, teremos também uma homenagem à outra atriz francesa “Retro Isabelle Huppert”. Fez bastante sucesso em filmes dos anos 80 e 90. Dentre eles, “Madame Bovary”, “8 mulheres”, “A comédia do poder” e “A professora de piano” foram filmes que assisti e gostei, destacando o primeiro e o último como os melhores trabalhos dela para mim.

Neste ano, uma novidade é a mostra “Pocket films”. O nome me chamou a atenção. Então, fui pesquisar o significado e descobri que o termo se refere a curtas metragens realizados através do telefone celular. Boa sacada e uma nova possibilidade aberta dentro da arte cinematográfica que é utilizar o aparelho celular para gravar pequenos filmes.

Não poderia deixar de falar de “Abraços partidos” um dos filmes mais esperados, dirigidos por um dos meus diretores preferidos, o explêndido Pedro Almodóvar. No elenco, a razoável Penélope Cruz (confesso que não a considero uma boa atriz), embora tenha trabalhado bem em “Vick, Cristina Barcelona” e “Volver”. Pretendo assisti-lo e acredito que será tão bom quanto todos que vi dele.

Como sou uma típica descendente de portugueses, tenho de fazer um breve comentário sobre o documentário “Amália” que conta à história da grande dama da música portuguesa Amália Rodrigues. Esta cantora tinha uma voz, maravilhosaaaaaaaaaaaaaaaa. Difícil definir para vocês o quanto ela cantava infinitamente bem. Meu Deus, quantas lembranças boas às músicas dela me trazem. Cresci escutando fados e músicas típicas do folclore português. Saudosos domingos em família.

Teremos filmes dirigidos por diretores bem conhecidos do grande público como: Jean Luc Godard, Lars Von Trier, Claude Chabrol, Quentin Tarantino, Manoel de Oliveira, Steven Soderbergh e Angie Lee e também por estreantes, como Xavier Dolan. Aos 20 anos de idade este jovem canadense dirigiu, atuou e escreveu seu primeiro filme “Eu matei minha mãe”. A história parece boa, embora o título seja forte.


Enfim, haverá uma infinidade de temas para todos os gostos, das mais variadas partes do planeta. Filmes franceses, alemães, poloneses, africanos, canadenses, americanos, iranianos, romenos, noruegueses, dentre outros. Quem curte filmes que estão longe dos “blockbusters americanos”, com certeza, irá gostar da qualidade do cinema europeu, oriental e asiático. Eu particularmente, sempre gostei e indico a todos que saiam um pouco do circuito americano e assistam a estes filmes.

Mas, isto é assunto para um outro texto.
Quem for aqui do Rio de Janeiro e puder vá assistir.
Uma excelente pedida para os cinéfilos de plantão.

www.festivaldorio.com.br

9 comentários:

Marcela disse...

Poxa essa mostra de filmes parece ser bem legal, pena que não tem nada do tipo aki em belém. Olha eu até que não gostava da Penélope Cruz, fiquei traumatizada quando assisti Vanilla Sky (é o tom cruise tbm não ajuda muito)ela tá podre nakele filme mas em Volver meu conceito mudou, falta assistir Vick, Cristina Barcelona.
Menina que mão de obra pra comentar no teu blog,hein! ahuahuah
Beijos!

http://lusinha.com.br/mahjestic

Thiago Paulo disse...

Que legal, vai muito bom o festival... Só coisa boa! Acredita que aqui na minha cidade não tem cinema? Maior raiva disso! rs

Bjs... Depois conta oque vc achou dos filmes!

Cristiano Contreiras disse...

Cintia, seu blog é um universo interessante de cinema e também variedades. Isso muito me define! gostei dos posts, mas vou olhar mais com calma. Já te sigo! abs

Marcelo A. disse...

Grande oportunidade pra quem é do Rio! Pena que essas iniciativas só fiquem no eixo Rio-SP. Pra quem é de cidades pequenas, como muito bem lembrou o Thiago, fica difícil...

Beijão!

Cristiano Contreiras disse...

Oi, Cintia! Que bom entrar no meu blog e observar sua visita e comentário. Então, já te sigo e te linkei no Apimentário - espero que, em breve, tenha meu blog aqui na sua lista linkada de Favoritos, ficarei muito feliz porque gostei de cara de seu blog.

Ah, se quiser, e precisar de ajuda com um layout mais personalizado, posso te ajudar aqui, seu blog merece! beijos

Revista Antimatéria disse...

Muito bom o Blog. A Revista Antimatéria te segue.

http://revistaantimateria.blogspot.com

Jaime Guimarães disse...

Oi, Cíntia!

Desculpe a demora. Não ligue, eu sou enrolado assim mesmo. Mas antes tarde do que nunca...

Aqui em Salvador existem as "salas de arte" em alguns espaços anexos de bibliotecas e museus que sempre exibem filmes e documentários que não dos "blockbusters" que praticamente(!) dominam os cinemões brasileiros. É sempre bom diversificar.

Eu gosto dos documentários, afinal são mais curtos e não corro o risco de dormir, ao contrário de um filme de 2 horas e meia...rsss...

Esta mostra "meio ambiente" parece ser muito boa mesmo. Espero que estes documentários não fiquem restritos tão somente ao festival. Tem um portal na internet, acho que mantido pela PETROBRAS, chamado "Porta Curtas" que é recheado de documentários e animações e o melhor: com proposta pedagógica para se utilizar na sala de aula.

Bom para os professores que gostam de utilizar cinema e vídeo na sala de aula.

Bem, é isso.

bj e desculpe a demora em passar por aqui!

Cristiano Contreiras disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mateus, O Indolente disse...

Melhor seria o festival se o Tarantino não tivesse, de última hora, cancelado a sua visita!!!

http://cinemaparadesocupados.blogspot.com/

Postar um comentário